company logo

Quadro de Avisos

Curta a página da Geofísica UFPA no Facebook. logo-facebook

 

HORÁRIO DE AULAS

Para visualizar o horário de aulas clique aqui.

Up

2012

TCC's de 2012

 

Atualmente, a Bacia do Parnaíba é considerada por muitos uma ‘fronteira exploratória’ em vista a tantos insucessos no que diz respeito à exploração petrolífera. Por exemplo, dos 33 poços distribuídos em toda sua extensão, apenas três possuem indícios de Hidrocarbonetos (HC). Porém, geologicamente falando, esta bacia é uma das mais desconhecidas a julgar por suas proporções gigantescas. Nesse contexto, a Agência Nacional do Petróleo (ANP) lança mão de um projeto de processamento sísmico com intuito de ampliar o conhecimento sobre a mesma. No presente trabalho foram realizadas técnicas de processamento sísmico com auxilio do software ProMAX@ da Land Mark Corporation, com intuito de promover a conversão em profundidade de uma seção migrada em tempo da Linha 295_0007 a partir de uma tabela de velocidade intervalar em tempo e da retropropagação do raio imagem. Desta forma, pretende-se obter uma melhora na qualidade da imagem sísmica, tornando-a mais satisfatória ao interprete. O resultado da conversão em profundidade foi comparado com resultados de trabalhos de outros autores, os quais utilizaram métodos geofísicos distintos, tais como: perfil composto de poço possibilitando à calibração de dados de poço com dados sísmicos, importante na identificação dos horizontes sísmicos mais relevantes; mapa de anomalia Bouguer e do Relevo Topográfico do Embasamento da Bacia, os quais dão uma boa indicativa de regiões que possuem baixos estruturais bastantes marcantes. A correlação da seção sísmica com outros tipos de dados reforça os resultados implicando em uma interpretação geológica mais coerente e, consequentemente, sugerindo um modelo adequado para área em estudo.

Foi realizada uma correlação de perfis geofísicos de poços das áreas de captação da Companhia de Saneamento do Pará (COSANPA) perfurados no município de Salinópolis para o abastecimento local. O estudo foi realizado em várias áreas de captação, abrangendo 15 poços. Os parâmetros utilizados na correlação foram Potencial Espontâneo (SP), Resistência Elétrica (RE) e Raios Gama (RG). Também, para efeito de controle, utilizaram-se os perfis litológicos dos poços, obtidos através de amostras de calha. Essa correlação teve por objetivo avaliar a continuidade lateral das camadas permeáveis e impermeáveis, a fim de se elaborar seções da sub-superfície com alta precisão. Constatou-se a provável existência de dois grandes aquíferos que se encontram abaixo do horizonte 60 metros em relação ao nível do mar e que apresentam continuidade lateral por toda extensão da área estudada. Constatou-se, também, que o topo do embasamento na região estudada oscila em torno de 120 metros abaixo do nível do mar. Tais conclusões são de extrema importância para uma melhor avaliação construtiva e locação de futuros projetos de abastecimento na sede do município de Salinópolis-Pa.

A identificação e eliminação de reflexões múltiplas é uma tarefa muito importante no processamento de dados sísmicos, pois podem evitar erros na interpretação geológica das imagens sísmicas obtidas da subsuperfície. Dentre essas reflexões múltiplas, podem-se destacar as múltiplas de superfície livre, que se distinguem das demais por apresentarem baixas freqüências, altas amplitudes e baixa velocidade de propagação. O objetivo deste trabalho, é a aplicação de duas metodologias, combinadas, para a remoção de múltiplas de superfície livre, presente em um dado real marinho 2D. As metodologias aplicadas foram o SRME (Surface-Related Multiple Elimination) e a Filtragem Radon e para a realização desse trabalho, foi utilizado um dos pacotes de processamento conhecidos na sísmica exploracional, o ProMAX, software da empresa Landmark Inc. A principal vantagem dessas metodologias é a facilidade e agilidade de implementação nesse programa, apresentando resultados satisfatórios ao final do trabalho.

Nos investigamos a iluminacao sısmica em areas de talude continental usando construcao de frentes de onda e migracao pre-empilhamento em profundidade utilizado equacao de onda. Esse estudo utiliza um modelo representativo de area de talude que apresenta forte variacao lateral de velocidade que mesmo para dados sinteticos sofre com a baixa qualidade da imagem sısmica nessas areas. A construcao de frentes de onda e aplicada para calcular os mapas de tempo de transito e amplitude que podem ser usados para definir areas pobremente iluminadas, mas com a limitacao de que o modelo de velocidade seja suave. Por outro lado, migra¸c˜ao pr´e-empilhamento ´e utilizada para calcular o mapa de ilumina¸c˜ao da fonte sem a limitacao da teoria do raio, mas com a limitacao na abertura angular. O uso desses dois metodos permite obter uma melhor geometria de aquisicao sısmica que idealmente poderia melhorar a qualidade da imagem sısmica. Esse trabalho focaliza a descriçao e a implementacao dos algoritmos e justifica-se a utilidade desses algoritmos na analise de iluminacao sısmica.

A sede do Município de Jacundá, Leste do Estado do Pará, tem um sistema de abastecimento público de água ainda incipiente, a partir de fonte superficial não perene, de pequena vazão e que atende menos de 20% da população. Poços abertos e tubulares rasos são a principal fonte, mas de uso particular, restrito e sazonal. A vazão de dois poços tubulares profundos, construídos na cidade, deu indícios de que a alternativa por esta fonte poderia se constituir numa boa opção de solução para o abastecimento local. A cidade de Jacundá está assentada na borda da Bacia Sedimentar do Parnaíba. No local, a cobertura é constituída de sedimentos não consolidados e rochas da Formação Itapecuru, sobrepostos a rochas da Formação Codó. Embora seja conhecida como tendo bons aquíferos, a Formação Itapecuru que constitui a cobertura no Município de Jacundá, tem pequena espessura e, assim, seu potencial hídrico é fraco e sazonal. A Formação Codó, de permeabilidade restrita, apresenta no local um grande pacote de folhelho, mas, com boa sequência de intercalações de arenitos, podendo ser um aquífero para o local. Poços perfurados na cidade que alcançaram as intercalações de arenitos no pacote de folhelho tiveram vazões em média de 10m3/h. Esse fato deu razão para este estudo geofísico para determinação do topo da Formação Codó, visando contribuir para planejamento da gestão de abastecimento público de água na cidade. Foram utilizadas 6 sondagens elétricas verticais e uma perfilagem geofísica corrida em um poço. As seis SEV’s tiveram uma interpretação preliminar. E, o detalhamento dos estratos oferecidos pela perfilagem serviu de guia para ampliar a interpretação da SEV 6 adjacente ao poço perfilado. O modelo obtido da SEV 6 foi introduzido na interpretação das outras cinco sondagens, gerando modelos mais representativos da subsuperfície do local. Como resultado, este trabalho oferece o mapeamento do contato da Formação Itapecuru com a Formação Codó na área da Sede do Município, indicando a fronteira superior da zona com potencial hídrico que pode significar a solução para a gestão do abastecimento de água na cidade de Jacundá.

Na modelagem de métodos eletromagnéticos, calcular derivadas é geralmente uma tarefa indispensável. Neste trabalho, resolve-se numericamente a equação de Poisson com condições de Dirichlet homogênea utilizando o método dos elementos nitos. A discretização do domínio para implementação do método é obtida utilizando um software livre de geração de malha não estruturada, Triangle. Portanto, descreve-se como gerar uma malha usando o Triangle. Para calcular a derivada numérica são utilizados dois métodos, o primeiro é baseado em derivar as funções bases, ou seja, a derivada em um nó é igual a média do gradiente das funções base na vizinhança 1/2a deste nó. O segundo, trata-se de um ajuste móvel por mínimos quadrados ponderados, em que o peso é denido por uma função gaussiana. Os resultados da derivada numérica são obtidos a partir de sucessivos renamentos da malha de elementos nitos e comparados com a derivada da solução analítica. Em primeiro lugar é usado a solução analítica para avaliar o erro adquirido pelo cálculo das derivadas e posteriormente a solução numérica. Então, avalia-se a eficiência dos métodos.

Em Geofisica, os estudos recentes de reservatorios nas tentativas de obter um melhor aproveitamento de campos maduros retomou o interesse na tomogra a interpocos. O objetivo principal deste trabalho e avaliar a resposta da tomogra a interpocos para caracterizar heterogeneidades em regioes de reservatorio. A tomogra a de tempo de transito interpocos
utiliza em geral as ondas diretas para obter dados de tempo de transito de ondas sismicas (geralmente ondas P) emitidas por fontes localizadas em um poco e captadas por receptores em outro poco, sendo esses dados de transmissao usados para reconstrucao de imagens da regiao interpocos. Os dados interpocos tem o potencial de revelar detalhes em escalas de reservatorios que nao sao resolvidos com a utilizacao de metodos tradicionais como a sismica de superficie. O trabalho apresenta os fundamentos da tomogra a de tempos de transito interpocos, com enfase para tracamento de raios e a formulacao do problema inverso. A metodologia e aplicada a um exemplo sintetico representativo para caracterizacao
de heterogeneidades de reservatorios. Os resultados indicam que a tomogra a interpocos pode contribuir para melhor caracterizacao de reservatorios e consequentemente, auxiliar nas estrategias de aumento do fator de recuperacao.

O correto imageamento de refletores inclinados é de fundamental importância para
uma melhor interpretação de dados sísmicos. A metodologia de análise de
velocidade por migração demonstra ser uma excelente alternativa para esses tipos
de refletores. Através de tal metodologia, pretende-se efetuar uma migração préempilhamento
em um dado real. A escolha do melhor modelo de velocidade é
efetuada em seções ponto-imagem comum (ou CIGs), segundo a inclinação dos
eventos. Ao efetuar a análise de velocidade por migração, os eventos alinhados
horizontalmente correspondem ao mais adequado modelo de velocidade e,
portanto, geram uma imagem mais acurada da subsuperfície. A proposta sugerida
neste trabalho apresentou resultados satisfatórios em dados marinhos reais da
bacia do Jequitinhonha, situada na margem leste do Brasil.

Display Num 
Powered by Phoca Download


Fornecido por Joomla!. Valid XHTML and CSS.

hairstyles 2014